ENERGIAS
Novo acordo pan-europeu para produção eólica

Novo acordo pan-europeu para produção eólica

A Schneider Electric, Philips, HEINEKEN, Nouryon e Signify foram as primeiras empresas a assinar o novo acordo Pan-Europeu de energia renovável que garante mais eletricidade para a Europa, com o objetivo de reduzir as emissões de CO2 no âmbito do Acordo de Paris das Nações Unidas, bem como dos objetivos do Green Deal europeu

Schneider Electric apoiou a formação de um consórcio entre a Royal Philips, a HEINEKEN, a Nouryon e a Signify, as primeiras a assinar um acordo Pan-Europeu de energia renovável que garante mais eletricidade para a Europa. As quatro empresas partilham a mesma visão de continuar a reduzir as emissões de CO2 no âmbito do Acordo de Paris das Nações Unidas, bem como dos objetivos do Green Deal europeu.

As empresas uniram esforços para apoiar o desenvolvimento de 35 turbinas eólicas no município de Mutkalampi, na Finlândia, cuja conclusão está prevista para 2023. O PPA virtual cobre um volume de produção previsto de 330 GWh por ano, equivalente ao consumo de eletricidade de 40.000 habitações. Em comparação com a produção média de eletricidade europeia, esta eletricidade renovável ajudará a evitar a emissão de mais de 230.000 toneladas de CO2 por ano.

O consórcio comprometeu-se a contratar a eletricidade renovável do parque eólico, durante os primeiros 10 anos, através de um PPA Virtual. A eletricidade será fornecida fisicamente à rede finlandesa, enquanto que os quatro sócios do consórcio beneficiam das Garantias de Origem. Isto proporciona uma estabilidade de receitas para o projeto renovável, garantindo ao mesmo tempo benefícios de energia renovável para os compradores corporativos.

Embora as empresas tenham, anteriormente, assinado um PPA para a eletricidade renovável, esta é a primeira vez que um consórcio deste tipo forma um PPA virtual para impulsionar o aumento da eletricidade renovável na Europa.

Através deste consórcio:

A HEINEKEN vai obter eletricidade renovável para 31 das suas operações de produção de cerveja na Europa;
A Nouryon continuará os seus progressos na redução das emissões de CO2 em 25% até 2025;
A Philips assegura o fornecimento de eletricidade renovável para alimentar as suas operações europeias durante um período de 10 anos;
A Signify solidifica a sua posição de liderança na utilização de eletricidade 100% renovável e duplica o ritmo para alcançar o Acordo de Paris na sua cadeia de valor até 2025.

Marcel Galjee, Vice-Presidente de Energia e Novos Negócios da Nouryon Industrial Chemicals: “Como parte do nosso compromisso para com um futuro sustentável, estabelecemos o objetivo de reduzir as emissões de carbono em 25% entre 2020 e 2025 e de aumentar a nossa quota de energia renovável e de baixo carbono até 60%. Este PPA virtual junta o melhor de dois mundos: obtém-se eletricidade renovável adicional na Finlândia, onde há espaço, tanto fisicamente como na rede, enquanto beneficiamos de uma energia mais sustentável para as nossas operações.”

Jorge Paradela, Director de Assuntos Corporativos para a Europa daHEINEKEN: “Como parte do nosso programa de redução global de CO₂, Drop the C, propomo-nos a reduzir substancialmente as emissões em toda a nossa cadeia de valor e comprometemo-nos a alcançar 70% de energia renovável na produção das nossas cervejas até 2030. Este PPA virtual é mais um passo em direção à nossa meta e fornecerá a eletricidade equivalente necessária para fabricar mais de 5.000milhões de garrafas de cerveja. Sempre que for possível, comprometemo-nos a desenvolver PPA locais para as nossas empresas operadoras. Por exemplo, a HEINEKEN Espanha assinou um PPA a longo prazo que implica a construção de uma nova instalação solar fotovoltaica. Nem sempre é possível construir localmente, portanto estamos encantados por unir esforços neste PPA virtual para fornecer uma quantidade de energia elétrica renovável considerável para a Europa. Acreditamos firmemente no poder da colaboração para contribuir para um mundo e um futuro mais sustentáveis, e um futuro para todos.”

Robert Metzke, Diretor Global de Sustentabilidade da Philips:“As alterações climáticas ameaçam seriamente a nossa assistência sanitária em todo o mundo. Esta parceria de eletricidade renovável eleva a fasquia de como podemos aumentar conjuntamente o fornecimento de energia renovável em toda a Europa, em linha com o Acordo de Paris e as Nações Unidas. Como empresa, comprometemo-nos a levar a cabo a nossa atividade de forma responsável e sustentável. Com este acordo, asseguramos o fornecimento de eletricidade renovável para alimentar as nossas operações mundiais durante um período de 10 anos, o que representa um verdadeiro progresso nos nossos objetivos climáticos para 2025. Desde o final de 2020 somos neutros quanto a emissões de carbono nas nossas próprias operações, e propomo-nos a obter mais de 75% do nosso consumo total de energia a partir de fontes renováveis até 2025.”

Tags
Notícias relacionadas

RECOMENDADO PELOS LEITORES

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.