IoT & REDES
Ericsson oferece conetividade de banda larga para aplicações críticas

Ericsson oferece conetividade de banda larga para aplicações críticas

A Ericsson acaba de anunciar o lançamento de portfólio de comunicações críticas de banda larga para que fornecedores de serviços possam dar resposta às necessidades business-critical e mission-critical das indústrias e agências de segurança pública

Uma interrupção da conetividade – seja por minutos, segundos ou mesmo milésimo de segundos –pode ter enormes repercussões para as operações de negócios e para a segurança pública. A necessidade de comunicação rápida e confiável é, portanto, essencial.

Estas comunicações críticas são encontradas em diversas áreas: desde os cuidados de saúde e serviços de emergência em todo o país até a empresas de segurança. Há uma procura crescente por banda larga de negócios para este tipo de utilização. Os fornecedores de serviços precisam fornecer o mais alto nível de disponibilidade, confiança e segurançapara dar resposta a estas exigências.

Com isto em mente, a Ericsson desenvolveu um novo portfolio dividido em três áreas:

  • Recursos de Rede Críticos
  • Aplicações críticas de banda larga
  • Implementações Flexíveis para redes privadas locais e redes LTE críticas.

Per Narvinger, Head of Product Area Networks, Ericsson, afirma: “detetámos oportunidades de crescimento para fornecedores de serviços e operadores governamentais, abordando novos segmentos com redes LTE / 5G. O nosso portfólio de banda larga permitirá que os nossos clientes protejam com eficácia as necessidades críticas de comunicação em setores como segurança pública, energia e serviços públicos, transporte e produção.”

 

Recursos de Rede Crítica

Esta oferta inclui recursos avançados para desempenho de rede crítica e abrange:

  • elevada disponibilidade de rede
  • operação multi-rede com técnicas de partilha
  • cobertura e capacidade para aplicações críticas

Também inclui recursos de segurança de rede que garantem que os serviços sejam mantidos mesmo quando a infraestrutura estiver sob ataque.

Po último, a qualidade de serviço, prioridade e preempção garantem o desempenho de latência e os requisitos de capacidade durante picos acetuados e congestionamento.

Os recursos críticos de rede incluem novas ferramentas que simplificam o lançamento de serviços de transmissão em áreas nacionais. Outra nova funcionalidade permite que os sites de acesso de rádio operem no modo de fallback, caso a ligação de rede falhe. Esta oferta inclui também sistemas de implementação que permitem cobertura temporária para disaster recovery em áreas rurais sem cobertura.

 

Aplicações de banda larga crítica

Esta oferta abrange o Ericsson Group-Radio, que fornece serviços push-to-talk, vídeo e dados mission-critical. Isso permitirá, por exemplo, que as equipas de segurança sejam mais eficientes na execução de serviços comunitários que exijam banda larga móvel avançada.

Implementações flexíveis para redes privadas

Novos modelos de negócios estão a surgir nas indústrias; a partir da propriedade e operação das suas próprias redes, as indústrias estão a adquirir redes e serviços privados que otimizam os ativos e operações de rede existentes dos fornecedores de serviços - sem comprometer o controlo local necessário.

As implementações flexíveis da Ericsson para redes privadas variam de fragmentação de rede a redes dedicadas, permitindo que os fornecedores de serviços ofereçam soluções de banda larga escaláveis para setores críticos.

A Ericsson também oferece serviços de gestão para redes privadas, com soluções baseadas em inteligência artificial e automação que preveem e evitam ações enquanto reduzem o OPEX. Estas soluções permitem que os fornecedores de serviços reduzam o tempo de entrada no mercado e introduzam novas indústrias, enquanto garantem contratos críticos de nível de serviço.

A banda larga crítica permitirá que as indústrias aumentem a eficiência através do aumento da produtividade e segurança da força de trabalho, integração massiva de dispositivos e sensores, localização em tempo real de ativos e equipamentos e recolha de dados para aumentar o desempenho de equipamentos e recursos humanos a fim de evitar paralisações.

“O setor de comunicações críticas está a desenvolver novas formas de fornecer soluções críticas de banda larga móvel para utilizadores profissionais, aumentando as comunicações de voz atuais", refere Thomas Lynch, Executive Director at IHS Markit. "Por meio de seu novo portfólio, a Ericsson está a dotar os fornecedores de serviços com capacidade de responder a esse segmento crescente, otimizando a sua infraestrutura e operações LTE existentes de forma acessível e escalável.”

Tags
Notícias relacionadas

RECOMENDADO PELOS LEITORES

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.