IoT & REDES
Vodafone desenvolve soluções smart para Rock in Rio

Vodafone desenvolve soluções smart para Rock in Rio

Próxima edição do Rock in Rio-Lisboa marca o lançamento da Digital Enablement Platform (DEEP) da Vodafone, um sistema que centraliza e integra todas os dados das soluções Vodafone IoT

A dez dias do arranque da 8.ª edição do festival, a Vodafone Portugal e o Rock in Rio anunciam o lançamento de um novo projeto de cariz tecnológico, a Vodafone Digital Rock City. Muito mais do que um upgrade face à anterior edição, este projeto traduz a forte aposta na inovação e na capacidade de aliar a digitalização à música e ao entretenimento, dotando o recinto das soluções Vodafone IoT de última geração.

A Vodafone Digital Rock City materializa-se na adoção de cinco soluções que monitorizam, em tempo real, as áreas mais relevantes para o pleno funcionamento do festival: energia, água, ambiente, mobilidade e diversão.

É precisamente na solução desenvolvida pela Vodafone Portugal em exclusivo para as diversões do RiR que reside uma das maiores inovações do projeto, uma vez que impactará diretamente os milhares de visitantes que, durante os quatro dias, visitarão o Parque da Bela Vista.

Através da solução Smart Check-in, as inscrições nas atrações do recinto – roda gigante e slide – serão realizadas num formato totalmente digital. Esta inovação, nunca antes usada no RiR ou num evento de música em Portugal, evita filas de espera e torna o processo de inscrição mais simples e célere.

Na prática, esta solução importa para a Cidade do Rock um conceito de check-in semelhante ao utilizado nos aeroportos. Bastará aos espetadores efetuarem o download da Aplicação Vodafone Rock in Rio, registarem-se na atração que pretendem e no horário que desejam, dentro das disponibilidades existentes e das reservas já em curso. A App confirmará a hora prevista de entrada e gerará um QRCode que será utilizado no acesso à diversão selecionada.

Além de impactar positivamente o público, esta solução cria, à semelhança das restantes, as condições para uma melhor otimização dos processos, infraestruturas e recursos do RiR, promovendo uma maior sustentabilidade ambiental e económica do festival.

 

  • Smart Energy: Medição dos consumos de energia e gestão centralizada do abastecimento da rede, com elevado grau de exatidão, nas zonas mais estratégicas do Rock in Rio-Lisboa, tais como Palco Mundo, Tenda VIP, Palco Digital, Music Valley, Time Out Market, Rock Street Africa, Linha Village e Arena Gaming. Só no Palco Mundo, por onde vão passar nomes como Muse, Bruno Mars, The Killers, The Chemical Brothers, entre muitos outros, há vários geradores elétricos que podem consumir mais de 3MW (MegaWatts), o equivalente ao gasto normal de 1.000 Watts em 3.000 apartamentos, durante o período noturno (20h – 22h). Esta solução permitirá garantir a gestão mais eficiente do desempenho energético destes espaços, assegurando a adoção de medidas preventivas e/ou corretivas em tempo real, bem como a definição de estratégias mais racionais nas próximas edições do festival. De 2016 para 2018, por exemplo, regista-se uma redução de 52 para 17 geradores elétricos e estima-se uma diminuição de 20% no consumo de energia face à edição anterior.
  • Smart Water: Supervisão da rede de água que abastece os quatro hectares do Parque da Bela Vista, assegurando o controlo do fornecimento e prevenindo potenciais interrupções ou irregularidades na distribuição. O recurso a sensores colocados diretamente nos depósitos de abastecimento permite atuar de forma rápida e eficaz sempre que os níveis se aproximem do limite mínimo recomendável.
  • Smart Air: Apoio à execução dos trabalhos em altura, através da instalação de um anemómetro que controla a direção e a velocidade do vento. A monitorização da velocidade do vento no topo do Palco Mundo tem como objetivo maximizar a segurança dos colaboradores que estão a efetuar trabalhos em altura, mas também acompanhar o impacto do vento na estrutura do Palco que conta com mais de 28 metros de altura, equivalentes a um prédio de nove andares. A solução Smart Air procede ainda à recolha dos diversos parâmetros ambientais (qualidade do ar, concentração de CO2, gases, fumos e moléculas) em diferentes zonas do recinto.
  • Vodafone On Board: Disponibilização de Wi-Fi gratuito e divulgação da agenda e das últimas novidades da cidade do Rock in Rio-Lisboa nos écrans dos autocarros (digital signage) que transportam os visitantes para o recinto. Esta solução de entretenimento em mobilidade dá resposta aos novos padrões de consumo de conteúdos e à crescente utilização de dados móveis.

As soluções foram desenvolvidas pela Vodafone Portugal em parceria com a Empresa ThinkDigital.

 

Digital Enablement Platform (DEEP) da Vodafone

Todas as soluções, já implementadas pela Vodafone em múltiplos municípios e empresas dos mais diversos setores de atividade, têm como denominador comum a monitorização em tempo real que, este ano, ganha particular relevância por estar totalmente integrada e interligada na Digital Enablement Platform (DEEP).

Esta solução do Grupo Vodafone, que acaba de ser lançada também em Portugal, centraliza toda a informação das soluções IoT numa plataforma de arquitetura única e global. Com o lançamento da DEEP, a informação estará agregada e centralizada num único dashboard, assegurando uma análise mais intuitiva da informação recolhida. Ao mesmo tempo, é fornecida uma garantia de segurança e de total fiabilidade dos dados, independentemente do número de soluções implementadas, e uma mais célere adoção de medidas preventivas e/ou corretivas de modo a otimizar os mais variados recursos no menor período de tempo possível.

A DEEP, que tem total escalabilidade para a integração contínua de soluções, estará disponível no Centro de Comando Operacional (CCO), o espaço a partir do qual estarão a ser supervisionadas as cinco áreas de intervenção durante os dias do Rock in Rio-Lisboa.

Tags

RECOMENDADO PELOS LEITORES

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.