SMART CITIES
Portugal Smart Cities Summit teve mais de 6000 visualizações em live-streaming

Portugal Smart Cities Summit teve mais de 6000 visualizações em live-streaming

O Portugal Smart Cities Summit 2020, realizado em modelo híbrido entre 22 e 24 de setembro, teve mais de 6000 visualizações na sua modalidade de live-streaming

Foram três dias, seis conferências, mais de 80 oradores nacionais e internacionais, audiência presencial e online e mais de 6000 visualizações no live streaming, que foi transmitido diariamente na FIL Virtual, a app do evento, e Youtube. 

Estes são alguns dos números da edição híbrida de 2020 do Portugal Smart Cities Summit, que reuniu empresas, startups, entidades públicas, universidades e municípios, no debate de temas que compõem a visão das cidades do futuro, tais como mobilidade elétrica, a utilização de hidrogénio para a descarbonização, gestão da água, privacidade e big data nas cidades inteligentes, saúde e bem-estar e autarquias e cidadãos. 

A Fundação AIP considera que este evento, que marca o regresso da FIL e CCL à organização de feiras, eventos e congressos, decorre da sua responsabilidade de incentivar e potenciar o restabelecimento de um clima de confiança que permita acelerar o processo de recuperação económica do país e das empresas, nomeadamente micro e PME’S, como referiu o Presidente da Fundação AIP, o Comendador Jorge Rocha de Matos, na sessão de encerramento: “É muito reconfortante retomar as nossas atividades com o Portugal Smart Cities Summit, porque este abraça as principais áreas e clusters que são decisivos para se ganharem os desafios da transição energética e da transição digital (…) com a aprendizagem que as empresas e as pessoas fizeram nesse período [de confinamento], estamos hoje em condições de apoiar as empresas a retomar o seu pleno funcionamento, num quadro em que tem de prevalecer um equilíbrio inteligente e responsável entre os imperativos de saúde pública e as exigências de crescimento da economia.”

O Ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, deixou uma mensagem de esperança na sessão de encerramento do evento, referindo que a primeira razão da sua presença foi “testemunhar o exemplo que a Fundação AIP está a dar” ao mostrar que é possível exercer a sua atividade profissional tendo em conta as salvaguardas de saúde pública. “É importante para mim estar aqui no primeiro evento híbrido que a Fundação AIP organiza”, referiu, acrescentando: “Estamos a arrancar com menos presença física (…) mas é importante retomar a atividade e fazê-lo com confiança”. 

Em virtude deste formato híbrido, foi possibilitado aos expositores e visitantes a inscrição na nova plataforma FIL Virtual para agendamento de reuniões B2B, contactar com expositores e oradores e assistir às conferências com live chat. Com a utilização da FIL Virtual, permite-se que a dinâmica de negócios perdure para além da realização física do evento e que a rede de contactos permaneça online para poder ser consultada até à próxima edição, aumentando assim o retorno do investimento dos expositores e participantes. 

Esta app, que será utilizada nas próximas feiras e eventos organizados pela FIL e CCL, contribui também para o incremento do projeto de internacionalização da organização: assim, os expositores das nossas feiras poderão contactar de forma mais fácil e prática com empresários e buyers estrangeiros. 

O Portugal Smart Cities Summit recebeu também, no primeiro dia, muitos autarcas de vários municípios do país, que debateram no evento o que cada um tem implementado no seu território no que diz respeito a soluções e medidas smart. Igualmente, o evento contou com nove presenças institucionais, dos quais se destacam os Ministros do Ambiente e da Ação Climática, João Matos Fernandes, a Ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública, Alexandra Leitão e o Ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira. Entre os oradores internacionais, destacamos a intervenção de Ryan Fisher da BloombergNEF, Massimo Senatore da BMW Portugal, e Mark Preston, da equipa de Fórmula E – DS TECHEETAH. 

O Portugal Smart Cities Summit completou a sua 6ª edição e foi o primeiro evento da Fundação AIP depois de seis meses em stand-by. Este é o único evento em Portugal exclusivamente dedicado ao debate das cidades inteligentes e ficou já dado o mote para a sessão de 2021, tal como anunciou o Comendador Jorge Rocha de Matos: “Fica o nosso compromisso de voltar no próximo ano e, espero, em muito melhores condições, em matéria de saúde pública, para melhor afirmar o nosso contributo para retomar o crescimento da economia.”

Tags
Notícias relacionadas

RECOMENDADO PELOS LEITORES

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.