ENERGIAS
Cidade britânica quer emissões zero em menos de dez anos

Cidade britânica quer emissões zero em menos de dez anos

O Reino Unido legislou que seria obrigada a ter emissões zero até 2050. No entanto, há pelo menos uma cidade britânica que quer chegar ao objetivo mais 20 anos antes

Num dos seus últimos atos enquanto primeira-ministra, Theresa May assinou uma lei para que o Reino Unido tenha de atingir as emissões de carbono zero em 2050. A confirmar-se, o Reino Unido será o primeiro membro do G7 a oficializar este compromisso.

No entanto, uma cidade no Reino Unido está a fazer progressos para atingir esse objetivo por conta própria 22 anos antes. Nottingham, localizada a 200 km de Londres, tem estado na vanguarda da redução das emissões de carbono desde 2000, quando assinou a Declaração de Nottingham sobre Mudança Climática.

Desde então, a cidade está adiantada no cumprimento das metas de 2020 estabelecidas no protocolo de Kyoto em 2005 e já superaram as suas próprias metas da Estratégia Energética 2020 de uma redução de 26% nas emissões de carbono, reduzindo as emissões em 39%.

Agora, impulsionado em parte pelo relatório de 2018 do Painel Intergovernamental sobre as Alterações Climáticas, o Conselho Municipal de Nottingham prometeu ser emissões líquidas zero até 2028.

Para atingir estas metas, a cidade investiu numa das maiores frotas de autocarros elétricos do Reino Unido, gerou serviços em fontes renováveis, melhorou as instalações para bicicletas e instalou painéis solares em mais de 4.500 propriedades domésticas.

Uma característica interessante da estratégia de Nottingham tem sido manter o controlo dos principais ativos, como redes de calor e sistemas de transporte, juntamente com o desejo de construir capacidade interna.

Tags
Notícias relacionadas

RECOMENDADO PELOS LEITORES

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.