INOVA
Laser mapping para medir lixo marinho é uma ideia portuguesa

Laser mapping para medir lixo marinho é uma ideia portuguesa

Uma startup portuguesa, a 3D Modelling Studio, lançou o sistema Clever-Volume, que já venceu a competição tecnológica SmartCatalonia Challenge

A publicação internacional ZDNet dá a conhecer o sistema português, baseado em laser mapping, que é capaz de ajudar a mitigar o problema do lixo marinho.

A Organização Internacional Marítima e a Convenção Para a Prevenção de Poluição de Veículos Marítimos – esta última conhecida por Marpol – têm regulação e limitam o lixo marítimo permitido a nível global, mas essas regras, incluindo a obrigatoriedade de manter lixo a bordo até esses resíduos poderem ser evacuados nas infraestruturas portuárias próprias, podem não estar a ser cumpridas e o volume de lixo colocado nos contentores próprios é difícil de medir com precisão.

A startup portuguesa 3D Modelling Studio e o seu sistema Clever-Volume prometem conseguir controlar o cumprimento das regras da Marpol. Na União Europeia, desde 2018 que as regras comunitárias estão alinhadas com essa convenção.

A startup propõe calcular automaticamente e de forma remota os volumes de lixo sólido dos contentores, através do sistema Clever-Volume, que comunica às autoridades marítimas se o volume de lixo que os navios querem evacuar corresponde ao recebido pelos agentes da Marpol nos cais. A solução é baseada na tecnologia LiDAR, que funciona através de laser mapping.

O início do projeto tem lugar no porto de Barcelona, ainda em fase de testes. A aplicação continua a ser desenvolvida, e vem aí uma versão 2.0, que propõe aumentar a complexidade e detalhe na deteção de imagens.

Tags
Notícias relacionadas

RECOMENDADO PELOS LEITORES

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.