INOVAÇÃO
Nissan quer pôr-nos a conduzir com ondas cerebrais

Nissan quer pôr-nos a conduzir com ondas cerebrais

Já em desenvolvimento, a tecnologia Brain-to-Vehicle faz exatamente o que o nome diz: permite que o sistema de computação do veículo leia as ondas cerebrais do condutor para controlar o veículo

 

Enquanto certos fabricantes de automóveis de focam em desenvolver formas para os computadores substituirem condução humana, a Nissan decidiu tomar uma abordagem diferente ao estudar a forma como os nossos cérebros podem ampliar sistemas de computação em carros.

A empresa revelou revelou a semana passada investigação relacionada com tecnologia Brain-to-Vehicle (B2V), que coneta a forca como pensamos e conduzimos – e como os carros poderiam interpretar estes sinais.

De acordo com a Nissan, a tecnologia poderá revolucionar a forma como interagimos com os nossos veículos no futuro, e poderá também permitir os nossos meios de transporte adaptarem-se aos nossos desejos e necessidades, o que poderia tornar a condução mais agradável.

Tecnologia B2V existe atualmente sob a forma de um headset usado pelo condutor. Este mede atividade e ondas cerebrais, que são analisadas em tempo real pelo sistema autónomo do veículo.

Ao medir e interpretar ondas cerebrais, a Nissan afirma que o sistema é capaz de operar a direção, aceleração e travagem, bem como tomar ação antes do condutor – seja virar o volante ou abrandar o carro.

Apesar do condutor ainda estar mo controlo e executar funções por si próprio, o sistema autónomo pode antecipar ações 0.2 a 0.5 segundos mais depressa que o condutor, e começar a mudança de forma “praticamente imperceptível”. Isto, por seu lado, pode melhorar os tempos de reação na esperada e potencialmente aumentar o prazer da condução.

Adicionalmente, o sistema autónomo é capaz de reconhecer desconforto e fazer alterações, como ajustar o estilo de condução – ou mesmo o ambiente no interior do carro, potencialmente através de realidade aumentada – de forma a relaxar o condutor.

A investigação é parte do esquema Intelligent Mobility da Nissan, que inclui uma série de projetos relacionados com condução mais inteligente.

“Quando pensam em condução autónoma, a maioria das pessoas tem uma visão muito impessoal do futuro, na qual os humanos cedem controlo às máquinas,” refere Daniele Schillaci, Vice Presidente. “No entanto, a tecnologia B2V faz o oposto, usando sinais do seu próprio cérebro para tornar a condução ainda mais excitante e agradável.”

A tecnologia B2V vai ser demostrada este mês no CES 2018, em Las Vegas.

 

RECOMENDADO PELOS LEITORES

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.