INOVA
Plataforma portuguesa ajuda idosos em isolamento

Plataforma portuguesa ajuda idosos em isolamento

A VdA, a Universidade Católica de Lisboa e a BI4all desenvolveram numa iniciativa conjunta a plataforma I-Dial, que tem como objetivo ajudar idosos que, devido a Covid-19 se encontram em isolamento.

A VdA participou com a Católica Lisbon School of Business & Economics e com a BI4ALL no “The Financial Times Innovative Lawyers – Global Legal Hackathon Challenge”, iniciativa que contou ainda com o apoio da Fundação Vasco Vieira de Almeida e da VdA Academia. A equipa multidisciplinar que participou neste Hackathon criou o I-Dial, uma plataforma que tem como objetivo ajudar idosos que, devido a Covid-19 se encontram em isolamento.

O “The Financial Times Innovative Lawyers – Global Legal Hackathon Challenge” visou promover a identificação de soluções para as questões complexas suscitadas pela pandemia Covid-19. Este Hackathon, realizado à escala mundial, surgiu numa altura crítica em que as empresas, os governos, sistemas jurídicos e a população foram forçados a enfrentar enormes desafios, de grande complexidade e severidade. 

Nesta iniciativa global foram submetidos 170 projetos, participaram 225 organizações, perfazendo um total de 2700 participantes. 

Ao longo das últimas três semanas a VdA – com o apoio da Fundação Vasco Vieira de Almeida e da VdA Academia – trabalhou, em parceria com a Católica Lisbon School of Business & Economics e com a BI4ALL, para responder ao desafio “How to facilitate risk groups’ equal access to fundamental rights while locked down or subject to restricted movement”.  Nesse contexto, a equipa procurou uma forma de ajudar idosos em isolamento a exercer os seus direitos fundamentais, e a aceder a bens e serviços essenciais. E, o resultado foi a plataforma I-Dial que, através de Inteligência Artificial e Linguagem Natural, estabelece a ligação entre o idoso (e outros grupos de risco) e um voluntário disponível para prestar o serviço naquela área, permitindo-lhe acesso, por exemplo, a medicamentos, refeições, consultas médicas ou trabalho voluntário na segurança das suas casas. 

Os voluntários são selecionados e monitorizados pelas Associações, ambos registados na aplicação I-Dial, que regista as suas tarefas e desempenho.

Tags
Notícias relacionadas

RECOMENDADO PELOS LEITORES

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.