INOVAÇÃO
Tecnológica portuguesa reduz número de internamentos

Tecnológica portuguesa reduz número de internamentos

Dois projetos baseados na solução HCAlert, desenvolvida pela Hope Care, são responsáveis pela redução do número de internamentos em dois hospitais do País.

Através deste sistema de analítica aplicada à telemonitorização de dados de saúde, a Hope Care - empresa do Óbidos Parque e a primeira empresa portuguesa a aliar serviços a produtos e plataformas tecnológicas de ponta que permitem a prestação de cuidados sociais e de saúde sem barreiras - recolhe e monitoriza sinais vitais à distância.

“Os doentes medem os seus biossinais, que são enviados para uma equipa de triagem. É essa equipa que vai aferir se há necessidade de intervenção médica especializada, de assistência e/ou encaminhamento” imediato para o hospital, explica-nos José Paulo Carvalho, Founding Partner da empresa.

Um dos projetos já no terreno, e com um impacto bastante positivo - quer na qualidade de vida dos doentes e outcome clínico, quer nos custos - está a funcionar no Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC), e destina-se a doentes com DPOC (Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica).

Nesta unidade, o projeto baixou, em 50%, o número de internamentos, e em 30% as idas às urgências, revela José Paulo Carvalho. Ao mesmo tempo, “está também a melhorar a qualidade de vida dos doentes”, ao permitir que vivam menos, e por períodos menos frequentes, a experiência hospitalar.

Outro dos projetos está a ser implementado no Centro Hospitalar Cova da Beira, este para doentes com insuficiência cardíaca. Também aqui se verificou uma diminuição acentuada, em apenas um ano, do número de novos internamentos e dos episódios de urgência.

“A grande missão da Hope Care é ‘construir’ um hospital em casa, por meio da tecnologia, proporcionando acesso universal à Saúde”, afirma José Paulo Carvalho. O desafio agora desta empresa do Parque Tecnológico de Óbidos é “escalar, e conseguir números ainda mais expressivos”.

Refira-se que o sistema HCAlert mereceu, em 2017, a distinção BfK Awards (Born From Knowledge Awards), um prémio da ANI - Agência Nacional de Inovação.

Tags

RECOMENDADO PELOS LEITORES

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.