MOB
Indra desenvolve plataforma de Mobility-as-a-Service

Indra desenvolve plataforma de Mobility-as-a-Service

A Indra foi selecionada para o desenvolvimento e implementação da primeira plataforma de MaaS (Mobility-as-a-service) que integrará todos os serviços de transporte público e privado nas cidades de Valência, Valladolid, Vitoria-Gasteiz, Gijón, Logronho e Fuenlabrada, e permitirá aos cidadãos planear as suas viagens, aceder a todas e pagá-los através de uma única aplicação.

A Indra foi selecionada para o desenvolvimento e implementação da primeira plataforma de MaaS (Mobility-as-a-service) que integrará todos os serviços de transporte público e privado nas cidades de Valência, Valladolid, Vitoria-Gasteiz, Gijón, Logronho e Fuenlabrada, e permitirá aos cidadãos planear as suas viagens, aceder a todas e pagá-los através de uma única aplicação.

O contrato, que foi adjudicado pela Empresa Municipal de Transportes de Valência (EMTV) como parte da iniciativa "Connected Cities", tem um valor superior a 11 milhões de euros e a solução deverá estar operacional no final de 2024.

"Connected Cities" é uma iniciativa financiada pelo programa de ajuda aos municípios para a implementação de zonas de baixas emissões e a transformação digital e sustentável dos transportes urbanos do Ministério dos Transportes e Mobilidade e da Agenda Urbana em Espanha. Trata-se de uma iniciativa aberta à qual podem aderir outras cidades, com o objetivo de criar uma plataforma multi-cidades à escala nacional, que também se adapta às necessidades reais e particularidades de cada município.

Com esta plataforma MaaS, a Indra impulsionará a digitalização do sector e criará um novo modelo de mobilidade urbana integrada e sustentável que, entre outras vantagens, ajudará a melhorar o planeamento, a implementar estratégias que promovam a transferência modal para o transporte público e a implementar Zonas de Baixas Emissões (ZBE), uma vez que a solução também facilita a informação e gestão das licenças de acesso às ZBE em diferentes cidades.

A sua implementação significará também o nascimento de um novo paradigma de cooperação entre diferentes administrações e operadores públicos e privados, no qual as soluções tecnológicas podem avançar com um padrão comum, onde os dados são integrados, os cenários podem ser comparados e analisados entre cidades semelhantes e os custos de desenvolvimento são partilhados.

"Estamos muito entusiasmados com este projeto muito transformador para as seis cidades ligadas, onde a tecnologia funcionará como um acelerador para a digitalização de todos os seus sistemas de transporte, colaborando para o desenvolvimento de uma mobilidade mais acessível e conectada para os cidadãos, mais amiga do ambiente e mais eficiente para as administrações e operadores de transportes. Igualmente relevante e inovadora neste projeto é a cooperação entre todos os intervenientes nos transportes, administrações públicas e operadores, com uma plataforma para seis cidades em seis comunidades autónomas diferentes, o que permitirá a integração e partilha de todos os dados para uma verdadeira combinação multimodal de sistemas de transporte. Esta multimodalidade é a base essencial para promover os novos modelos de mobilidade exigidos pela sociedade, onde o conhecimento, a experiência e as referências da Indra têm contribuído de forma muito diferenciada", explica Berta Barrero, diretora-geral do negócio de Mobilidade da Indra.

 

Vantagens para os municípios, cidadãos e operadores de transportes

Após uma fase inicial de desenho conceptual e técnica do projeto, liderada pela Câmara Municipal de Valladolid, a Indra e a EMT de Valência, irão iniciar a fase de desenvolvimento da plataforma. Com a tecnologia da Indra, a plataforma MaaS integrará e analisará os dados de tráfego e os transportes das diferentes cidades em tempo real para fornecer às câmaras municipais informações valiosas para a gestão, planeamento e análise da mobilidade.

Por sua vez, os cidadãos irão usufruir de uma experiência completa com toda a informação dos transportes integrada na sua aplicação móvel MaaS, o que lhes permitirá conhecer os serviços em tempo real; planear as suas rotas com critérios de sustentabilidade, acessibilidade ou tempo; aceder aos diferentes serviços de transporte ou às ZBE de todas as cidades participantes, independentemente da cidade em que vivem. Tudo isto numa única aplicação, com um único registo e um método de pagamento digital que inclui códigos de barras (incluindo códigos invertidos), NFC, cartões bancários/ carteiras (EMV), bem como cartões físicos com RFID.

A plataforma será também de grande utilidade para os operadores, que terão um ponto de contacto digital com os utilizadores; com dados em tempo real para os ajudar a fazer corresponder a oferta à procura; tarifas unificadas; e gestão centralizada do pós-pago.

 

Uma app acessível e sustentável para todos os meios de transporte

A solução a desenvolver pela Indra servirá de espinha dorsal e integradora de todos os serviços de transporte tradicionais das cidades associadas ao sistema e será escalável e replicável. Será acessível a partir de smartphones, tablets ou PCs e no futuro poderá contemplar todos os serviços, motorizados ou não: autocarro, comboio, táxi, TVDE, partilha de carros, bicicleta, scooter, percursos pedestres, etc.

Os passageiros também podem utilizar a app para verificar as condições de trânsito, autorizar o seu veículo a aceder a ZBE, fazer motosharing ou pagar por um lugar de estacionamento. Tudo isto em qualquer uma das cidades associadas à rede sem ter de se registar novamente em qualquer outra plataforma. Além disso, serão aplicadas as melhores taxas ajustadas a todas as viagens do utilizador, com pós-pagamento centralizado.

Prevê-se que a nova plataforma integre um primeiro protótipo de um gémeo digital das infraestruturas de transporte, um painel de instrumentos e ferramentas para facilitar a gestão de parques de estacionamento públicos e privados; ou para facilitar o transporte para o trabalho e a partilha de automóveis. Do mesmo modo, os elementos de gamificação serão concebidos para contribuir para uma melhor experiência do utilizador e para promover a utilização de meios de transporte mais amigos do ambiente.

Desta forma, a tecnologia da Indra tornará o transporte público mais flexível e competitivo, fomentando a sua utilização em detrimento dos veículos privados, assim como o controlo do acesso às cidades através da gestão das ZBE’s. Isto resultará em menos emissões poluentes, maior eficiência energética nas viagens, menor utilização do espaço público e taxas de acidentes reduzidas.

A Indra tem uma experiência única em Transportes, com mais de 2.500 projetos de mobilidade desenvolvidos nos cinco continentes. Mais de 100 cidades em todo o mundo, incluindo Londres, Dublin, Amesterdão, Madrid, Sydney e Manila, confiaram nas soluções da Indra para tornar a sua mobilidade mais eficiente, conectada, segura e sustentável.

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.