SMART CITIES
Drones autónomos podem ajudar em situações de emergência

Drones autónomos podem ajudar em situações de emergência

Os drones podem voar sem intervenção humana e analisar incêndios, enviar imagens em tempo real para as equipas de socorro e ajudar a encontrar pessoas desaparecidas

A UAV-Retina, uma iniciativa europeia financiada pela EIT Digital, anunciou que está a desenvolver drones que podem voar de forma autónoma e ser utilizados ​​em situações de emergência, como localizar pessoas desaparecidas ou monitorizar incêndios.

A plataforma de hardware e software com análise on-the-fly foi projetada para voar sem a necessidade de intervenção humana. Os primeiros testes de voo bem-sucedidos foram realizados nesta primavera em Itália, perto de Trento, e em Rennes, em França.

Investigadores da Universidade de Rennes estão a liderar a iniciativa. A universidade uniu-se a especialistas da Fondazione Bruno Kessler de Trento, da empresa holandesa Bright Cape e da JCP Connect.

"A direção manual ainda está disponível, se necessário, mas na maioria das situações o operador apenas tem que desenhar um perímetro de voo no início e o software trata de todo o resto", explica Olivier Martineau, CEO da Eole-Eyes, entidade que nasceu da iniciativa UAV-Retina.

Para mapear com precisão os arredores, o sistema conta com mapas tirados do Open Street Map e do Bing Maps. Ao mesmo tempo, dados em tempo real de câmaras infravermelhas ou tradicionais a bordo podem ser fornecidos aos socorristas para que possam avaliar melhor uma determinada situação.

Os algoritmos de processamento de imagem funcionam num modo de aprendizagem contínua de modo a que as entradas do operador são utilizadas para melhorias constantes de precisão.

Tags
Notícias relacionadas

RECOMENDADO PELOS LEITORES

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.