ENERGIAS
Espanha: aquecimento a biomassa reduz emissões em 40%

Espanha: aquecimento a biomassa reduz emissões em 40%

A rede de aquecimento central alimentado a biomassa da cidade de Soria, no norte de Espanha, conseguiu evitar a emissão de 17.500 toneladas de CO2 em 2019, podendo este valor chegar às 28 mil toneladas por ano quando a rede estiver em pleno funcionamento

A cidade de Soria, no norte de Espanha, reduziu em 40% as suas emissões de CO2 em 2019, graças à sua rede de aquecimento alimentada a biomassa. No quinto ano de funcionamento da infraestrutura, foi evitada a emissão de 17.500 toneladas de CO2. Com a rede a funcionar a 100%, a cidade deixará de emitir cerca de 28 mil toneladas de CO2 por ano, o que se traduz numa redução de 65%.

A rede de aquecimento tem um output de até 80 Gigawatts, podendo servir 66% dos potenciais cliente, tendo sempre em consideração que se no futuro o desenho e potência da infraestrutura forem ampliados seria possível chegar a 100% dos utilizadores de aquecimento central em Soria.

Atualmente existem 170 propriedades residenciais contadas à rede, bem como algumas empresas privadas e instalações públicas como escolas, lares de idosos, centros de saude e associações desportivas.

No total, a rede de aquecimento de Soria chega a 20 mil habitantes, entre clientes diretos e utilizadores de edifícios públicos. Ou seja, 50% da população da cidade beneficia de uma rede graças à qual, ao longo dos últimos cinco anos, foram poupadas 52,500 toneladas de CO2 emitido para a atmosfera.

Tags
Notícias relacionadas

RECOMENDADO PELOS LEITORES

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.