ENERGIAS
Planeada a primeira comunidade de energia industrial em Portugal

Planeada a primeira comunidade de energia industrial em Portugal

A Cleanwatts anuncia agora a celebração de contrato para a criação da primeira Comunidade de Energia com um cliente industrial em Portugal, permitindo uma redução estimada de custos de energia de mais de 60% e uma redução de emissões de CO2 no montante de 1.125 toneladas

Depois de anunciar a primeira Comunidade de Energia em Portugal, inaugurada no passado dia 24 de agosto, em Miranda do Douro, a Cleanwatts anuncia agora a celebração de contrato para a criação da primeira Comunidade de Energia com um cliente industrial, a empresa Argacol – Tintas e Vernizes, S.A. (também conhecida pela marca comercial Argatintas), localizada em Vila Nova de Famalicão.

Com mais de 40 anos de atividade, a Argatintas é uma empresa produtora de tintas e vernizes com instalações em Vila Nova de Famalicão e Leiria, com um volume de negócios de 8 milhões de euros e 50 colaboradores. A produção da Argatintas é vendida tanto no mercado nacional como nos mercados internacionais, tendo por base um compromisso firme em termos de inovação e sustentabilidade, nomeadamente ambiental e social. O projecto começará com uma capacidade inicial de 254KWp, permitindo uma redução estimada de custos de energia de mais de 60%, bem como redução de emissões de CO2 no montante de 1.125 toneladas, equivalente à plantação de 4.500 árvores. Os benefícios aumentarão com o crescimento da comunidade em termos de participantes.

“A Cleanwatts ajudou-nos a compreender as vantagens de uma solução de Comunidade de Energia face a uma solução tradicional de autoconsumo solar, a qual permite maiores benefícios não só para a empresa, mas também para a comunidade em torno das nossas instalações, que também beneficiará de energia limpa mais barata. As comunidades de energia são uma novidade e ainda existe muita desinformação no mercado. Na verdade, depois de percebemos as vantagens da Cleanwatts, decidimos rescindir contrato anterior que tínhamos para uma solução de autoconsumo para podermos beneficiar da criação de uma comunidade de energia. Em breve, estou certo, muitas empresas farão o mesmo.” – André Vieira de Castro, Presidente da Argatintas e atualmente Presidente do CEPE – Confederação Europeia de Fabricantes de Tintas.

Tendo por base a evolução tecnológica do sector, as Comunidades de Energia estão a crescer exponencialmente em todo o mundo, para responder ao desafio de energia limpa e atender às metas de Neutralidade Carbónica, garantindo preços de energia acessíveis e combatendo a pobreza energética. Desenvolvido especificamente para endereçar as necessidades dos vários participantes das comunidades de energia, o Sistema Operativo da Cleanwatts combina os benefícios da eficiência energética com a gestão de ativos de energia distribuída (solar, baterias, veículos elétricos, equipamentos de climatização, etc.) de modo a maximizar o valor da energia produzida, armazenada e consumida no âmbito de uma comunidade de energia, permitindo que os seus participantes beneficiem de energia limpa mais barata do que a energia de mercado.

“Estamos particularmente orgulhosos em merecermos a confiança da Argatintas e podermos conjuntamente criar uma Comunidade de Energia que envolverá e beneficiará a empresa e a comunidade onde a Argatintas está inserida. Tal como o Ministro do Ambiente e o Secretário de Estado da Energia reforçaram na inauguração de Miranda do Douro, as comunidades de energia são da maior importância para o setor energético, permitindo o acesso a energia limpa e mais barata. A Cleanwatts está ao serviço da comunidade e espera poder contar com a confiança de muitas empresas nacionais para concretizar este desígnio global”. – Basílio Simões, Presidente e cofundador da Cleanwatts.

Tags
Notícias relacionadas

RECOMENDADO PELOS LEITORES

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.