INOVA
Como o blockchain pode apoiar o regresso à normalidade em 2021

Como o blockchain pode apoiar o regresso à normalidade em 2021

A IBM divulgou cinco previsões de como o blockchain pode apoiar no regresso à normalidade em 2021, depois de uma maior necessidade de resiliência das cadeias de fornecimento

A COVID-19 acelerou a necessidade de maior resiliência da cadeia de fornecimento, dos registos de saúde digitais e de ecossistemas distribuídos que ajudem as organizações nos setores público e privado a manter o fluxo de produtos essenciais e a coordenar respostas. O foco e importância destas áreas surgiu em 2020, mas a IBM prevê que continuarão a influenciar o desenvolvimento e a adoção do blockchain nos próximos anos. 

Segundo a 'Big Blue', as previsões em baixo mostram como o blockchain pode apoiar no regresso à normalidade em 2021.

1. O regresso ao trabalho acelera a utilização de registos de saúde digitais 

A COVID-19 também acelerou a necessidade de registos de saúde digitais que podem permitir que as pessoas tenham uma prova do seu estado de saúde para os empregadores ou funcionar como um pré-requisito para viagens ou atividades recreativas. Embora essas iniciativas já estivessem em andamento como forma de dar às pessoas um maior controlo sobre a gestão dos seus dados pessoais e de saúde, a COVID-19 criou um maior incentivo para os fornecedores de testes, governos e empresas de tecnologia trabalharem juntos para construir a infraestrutura digital subjacente necessária para apoiar esses registos. 

2. IA e automação desbloqueiam valor adicional 

A IA e automação podem ajudar a desbloquear mais valor quando integrados com os dados confiáveis que o blockchain fornece. Por exemplo, o módulo IBM Food Trust’s Freshness  pode recomendar produtos para recolha das prateleiras das lojas tendo em conta a sua validade. A IBM Sterling Supply Chain Suite utiliza análises avançadas e IA para ajudar as organizações a manter a visibilidade do inventário durante picos de procura, por exemplo, automatizando o reordenamento quando certos limites são atingidos ou selecionando o método de envio mais sustentável ou económico. Ao mesmo tempo, o registo digital do blockchain oferece uma melhor visão da estrutura por trás da IA, reduzindo a desconfiança e dúvidas que muitos atribuem à tecnologia.

3. A acessibilidade do blockchain é sentida no supermercado 

Uma barreira de entrada mais baixa para o blockchain acelerará a sua adoção em toda a cadeia de fornecimento de alimentos, resultando em mais produtos monitorizados por blockchain visíveis em supermercados e pontos de venda. 

No último ano, os custos e o cronograma para obter um retorno positivo sobre o investimento do blockchain continuaram a cair, à medida que o blockchain se integrou com outras soluções e as empresas beneficiaram de mais especificidade e escolha nas redes disponíveis. Maior flexibilidade de rede através da cloud híbrida e a capacidade de escalar para responder à procura possibilitaram que as organizações rapidamente sentissem valor. De acordo com um estudo recente do IBM Institute for Business Value, 41% das organizações reportaram um retorno sobre o investimento (ROI) positivo nas suas iniciativas de blockchain em maio de 2020. 

Além de ecossistemas como a IBM Food Trust e a IBM Blockchain Transparent Supply, que permite que as organizações construam as suas próprias redes, os produtores de alimentos podem agora também optar por blockchains específicos do setor para produtos como vinho, marisco e café. A escassez de consumo de produtos básicos durante a pandemia COVID-19 reforçou ainda mais a necessidade de maior visibilidade e resiliência da cadeia de abastecimento, e a adoção de soluções como a IBM Sterling Supply Chain Suite pode ajudar a levar ainda mais produtos rastreados por blockchain a supermercados e cadeias de distribuição. 

4. Cadeias de abastecimento de vacinas procuram âncoras de criptografia 

À medida que o processo desafiador de distribuição global de vacinas está em andamento, a tecnologia blockchain pode ajudar a fornecer uma visão precisa do inventário e otimizar a alocação de vacinas. Além de trazer maior confiança e eficiência ao fornecimento e distribuição de vacinas, também pode desempenhar um papel crítico na manutenção das cadeias de frio e ajudar a mitigar fraudes. 

Entre 10% e 30% dos medicamentos nos países em desenvolvimento são falsificados, de acordo com os Centros de Controlo e Prevenção de Doenças. Para mitigar o problema, os distribuidores de vacinas irão possivelmente recorrer a tecnologias como âncoras de criptografia, que vinculam um identificador digital exclusivo a um objeto físico com uma propriedade do objeto que é difícil de clonar, falsificar e transferir para outro objeto. Marcas em padrões de tecido e até mesmo sinais óticos podem estabelecer a autenticidade dos produtos e ajudar a manter a cadeia de abastecimento da vacina segura. 

5. A tokenização acelera a digitalização do stock 

A tokenização ajudará a fornecer níveis adicionais de segurança e eficiência e, à medida que se torna mais comum, a próxima evolução da cadeia de abastecimentos terá inventários totalmente digitalizados. Os stocks digitalizados podem aumentar a proveniência das cadeias de fornecimento, através do capital de organizações conferindo-lhes mais controlo e compreensão dos seus ativos líquidos, para que possam tomar decisões mais informadas. 

Os ativos digitais também podem reduzir drasticamente o número de intermediários e a papelada que a participação económica geralmente requer, enquanto aborda o problema de liquidez que afeta muitos ativos, de imóveis a belas-artes e metais preciosos ou industriais, que não são facilmente convertíveis em dinheiro. Conforme as organizações se focam em aumentar a eficiência e reduzir custos, 2021 verá mais esforços para integrar o uso de tokens. 

2020 foi um ano difícil. Mas a inovação no nosso setor não diminuiu. Pelo contrário, os desafios de 2020 deram foco e clareza no que diz respeito às melhores formas do blockchain começar a acrescentar valor agora, num momento em que a confiança e a solidez são urgentemente necessárias. Da distribuição de vacinas às cadeias de fornecimento de alimentos e outros bens essenciais, aos registos de saúde que nos permitem reentrar em espaços partilhados e retomar o trabalho pessoal, o impacto do blockchain continuará a crescer no ano que vem.

Tags
Notícias relacionadas

RECOMENDADO PELOS LEITORES

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.