MOB
Estudo DHL revela tendências para a logística

Estudo DHL revela tendências para a logística

Inteligência artificial, robótica, computação quântica, sustentabilidade e volatilidade global estão entre as tendências reveladas pelo Logistics Trend Radar da DHL

Na quinta edição do Logistics Trend Radar, a DHL revelou, mais uma vez, 29 tendências-chave que irão impactar o setor da logística nos próximos anos. O Relatório é o resultado de uma extensa análise de macro e micro tendências, bem como das perceções de uma grande rede de parceiros, incluindo institutos de investigação, players de tecnologia, startups e clientes.

 

“Para nós, como especialistas em logística, é importante prever os desafios que temos pela frente, e projetar possíveis soluções para que possamos aconselhar os nossos clientes da melhor forma. As mega tendências que continuarão a confrontar-nos não são desconhecidas: novas tecnologias, crescimento do e-commerce e sustentabilidade,” diz Katja Busch, Chief Commercial Officer da DHL. “Mas algumas áreas irão evoluir mais rápido do que outras, pelo que existe uma necessidade de compreender as tendências subjacentes e o seu impacto na logística – principalmente devido ao impacto da COVID-19 no comércio global e em toda a força de trabalho. Como líder global em logística, temos os insights e a experiência para avaliar a situação.”

 

Mais de 20,000 profissionais de logística e peritos em tecnologia partilharam as suas perspetivas sobre o futuro da indústria ao visitar os Centros de Inovação da DHL nos últimos dois anos. Os resultados são consolidados e refletidos no Logistics Trend Radar que atua como uma ferramenta de previsão dinâmica e estratégica que acompanha a evolução das tendências apontadas nas edições anteriores, identificando tendências presentes e futuras a cada atualização.

 

“O próximo grande desafio será preparar a força de trabalho logística para o futuro, através da formação e qualificação em operações cada vez mais tecnologicamente sofisticadas. Isto terá um papel central nas agendas estratégicas das organizações de cadeias de abastecimento nos próximos anos,” afirma Matthias Heutger, Senior Vice President, Global Head of Innovation & Commercial Development na DHL. “O Logistics Trend Radar serve como um sismógrafo para tendências futuras. Com base nos dados dos últimos sete anos, conseguimos fazer previsões de longo prazo e assim apoiar os nossos parceiros e clientes na criação de roteiros para os seus negócios, bem como ajudar a estruturar e catalisar outras investigações e inovações líderes no setor. Nesta edição, já conseguimos ver que o impacto da COVID-19 está a acelerar tendências que já estavam em curso – big data analytics, robótica e automatização, e IoT, todas sustentadas por um progresso constante da inteligência artificial.”

 

Aceleração dos processos de transformação

A quinta edição do Logistics Trend Radar indica que estamos a experienciar uma estabilização geral nas tendências dos últimos quatros anos. Contudo, com o setor da logística a atravessar a atual pandemia global, os processos de transformação foram acelerados. A COVID-19 impulsionou mudanças no que diz respeito à recente inovação logística, automatização e trabalho digital mais rapidamente, e acelerou em anos a digitalização da indústria. Por outro lado, muitas tendências inicialmente percecionadas como revolucionárias para o setor da logística ainda têm que demonstrar o seu potencial disruptivo. Os veículos autónomos e drones continuam a ser impedidos por desafios legislativos e técnicos, bem como uma aceitação social limitada. Os mercados de logística estão a estabilizar em algumas plataformas líderes, e os transportadores estão a entrar no jogo com as suas próprias ofertas digitais, sustentadas com redes robustas de logística global. Desde o cloud computing até à robótica colaborativa, big data analytics, inteligência artificial e a Internet das Coisas (IoT), os profissionais de logística têm de entender e lidar com um vasto mercado de novas teconologias. Modernizar todos os pontos de contacto das cadeias de abastecimento, de uma jornada digital ou do consumidor, até ao transporte e entrega no destino final é a nova imperativa para um sucesso a longo prazo. Aqueles que adotam novas tecnologias e melhoram a força de trabalho mais rapidamente, terão uma vantagem competitiva no mercado.

 

O crescimento do e-commerce continua a promover a agenda da inovação e sustentabilidade

O e-commerce está a crescer rapidamente, mas ainda representa apenas uma fração dos gastos globais do consumidor no retalho. Espera-se que o business-to-business e-commerce siga o exemplo e diminua o mercado do consumidor por um fator de três. A pandemia do coronavírus serviu não só para acelerar o crescimento do e-commerce, mas também da agenda da inovação das cadeias de abastecimento. Os principais passos para adotar novas tecnologias, como a automatização física inteligente, ferramentas de visibilidade baseadas na IoT e recursos de previsão de Inteligência Artifical, acabarão por determinar a capacidade de responder às crescentes exigências dos clientes e garantir posições de liderança no setor no futuro.

 

Com o compromisso dos governos, cidades e dos fornecedores de soluções para cortar nas emissões de CO2 e no desperdício, a sustentabilidade tornou-se uma imperativa na indústria da logística. Tal como indica a crescente demanda por soluções sustentáveis para reduzir o desperdício, alavancar novas técnicas de propulsão e otimizar instalações também estão no topo da agenda das cadeias de abastecimento. Atualmente, existem mais de 90 proibições nacionais para plásticos de utilização única e embalagens volumosas, causando 40% de espaço vazio nos pacotes, e tornando inevitável repensar as embalagens. A logística sustentável – otimização de processos, materiais, novas técnicas de propulsão e instalações inteligentes – fornece um grande potencial para a logística se tornar mais amiga do ambiente. A contenção inteligente no transporte também será importante no desenvolvimento de formatos mais ecológicos para entrega em cidades congestionadas.  

A DHL publica regularmente o Logistics Trend Radar como um instrumento fundamental para a comunidade de logística global. Tanto para a DHL como para toda a indústria, tornou-se uma referência aclamada em estratégia e inovação, bem como uma ferramenta-chave para moldar a direção de tendências específicas, mais recentemente referentes às embalagens, 5G, robótica e gémeos digitais.

Tags
Notícias relacionadas

RECOMENDADO PELOS LEITORES

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.