MOB
Uber retoma testes com veículos autónomos

Uber retoma testes com veículos autónomos

Depois do incidente em 2018 que resultou na morte de um peão, a Uber retomou em São Francisco os seus testes de condução autónoma com dois motoristas de segurança e circulação limitada

A Uber anunciou recentemente o retorno à circulação de dois Volvos autónomos em algumas vias públicas de São Francisco, apenas durante o dia; os veículos terão dois condutores de segurança cada, tendo os funcionários concluído uma nova formação de segurança. Os testes de veículos autónomos serão limitados a algumas semanas enquanto a Uber atualiza os seus sistemas.

O teste vem na sequência do retorno recente da Uber à lista de entidades autorizadas pelo Departamento de Veículos Motorizados (DMV) da Califórnia a realizar testes de veículos autónomos.

"Estamos empolgados por retomar os testes de condução autónoma na cidade natal do Uber", refere um porta-voz do Uber. “A nossa área de testes terá uma abrangência inicial limitada, mas esperamos expandir os nossos esforços nos próximos meses e aprender com as difíceis, mas informativas, condições de estrada que a área tem para oferecer".

Esse retorno às ruas de São Francisco ocorre cerca de dois anos depois da redução drástica dos testes de condução autónoma da Uber após a morte de Elaine Herzberg, uma transuente atropelada por um Uber autónomo em Tempe, Arizona. Desde então, a empresa tem sido criticada pelo Conselho Nacional de Segurança em Transportes (NTSB) dos EUA por práticas de segurança negligentes, tendo-se esforçando para mostrar às entidades reguladoras que aprendeu com o incidente e melhorou a sua cultura de segurança.

A morte de Herzberg levou a Uber a suspender todos os testes de condução autónoma em Tempe e São Francisco, bem como em Pittsburgh, Toronto e em todo o estado do Arizona. A mudança foi acompanhada pela demissão de cerca de 300 funcionários em vários locais.

Desde então, a empresa tem vindo a fazer a dar passos cautelosos de volta ao espaço de testes, retomando os testes em Pittsburgh no final de 2018 e anunciando que começaria a recolher dados em Dallas e Washington DC para dar suporte a possíveis implementações.

Reforçou também a segurança, incluindo os requisitos de contratação de motoristas de segurança; intensificou o treino para testar reações numa ampla variedade de cenários, montou uma equipa dedicada à segurança e fez vários upgrades tecnológicos.

Com dois motoristas de segurança e circulação apenas durante o dia, o mais recente projeto de teste em San Francisco representa uma abordagem incremental que pode ajudar a reconstruir a fé dentro e fora da cidade depois do incidente de 2018.

Tags
Notícias relacionadas

RECOMENDADO PELOS LEITORES

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.