SMART CITIES
COVID-19: Minsait repensa soluções para smart cities

COVID-19: Minsait repensa soluções para smart cities

Com o objetivo de ajudar na luta contra o COVID-19, a Minsait identificou as tecnologias e capacidades necessárias para uma gestão eficaz da atual crise nas soluções que disponibiliza para Smart Cities

O contexto da pandemia atual fez com que instituições como a Comissão Europeia, o Fundo Monetário Internacional e o Fórum Económico Mundial tomassem medidas de prevenção para o início de uma crise social, económica e sanitária à escala mundial. 
As soluções digitais da Minsait estão orientadas para a deteção precoce de riscos, para a operação coordenada dos serviços públicos e gestão dinâmica dos recursos sanitários, promovendo a colaboração público-privada através de ferramentas digitais e a reativação da economia e do emprego.
Numa altura em que as ferramentas digitais adquiram uma enorme relevância, a Minsait identificou as tecnologias e capacidades necessárias para uma gestão eficaz da atual crise, assim como para facilitar a recuperação da mesma, à medida que o risco da pandemia se vai dissipando.
A tecnologia bem utilizada, como estamos a assistir nesta crise histórica, originada pela pandemia da COVID-19, tem demonstrado ser uma ferramenta determinante para garantir a continuidade dos negócios e a normal evolução da sociedade. O extraordinário avanço que as soluções de Smart Cities experimentaram com a incorporação de tecnologias, como a Inteligência Artificial ou a Big Data, vão permitir-nos estar preparados, a curto e médio prazo, para enfrentar novas crises, sejam elas sanitárias, ambientais, sociais ou mesmo económicas”, garante Alberto Bernal, diretor de Smart Cities da Minsait, 
Em poucos meses, vai poder ver-se um avanço na digitalização da sociedade e da economia, o que obrigará as empresas a operar num contexto em que o peso da tecnologia será crucial para a viabilidade dos negócios. 
A Minsait proporciona uma oferta integral para Smart Cities, que contempla, desde serviços para o cidadão, transportes e mobilidade, infraestruturas e eco-energia, segurança e emergência, até à implementação de uma plataforma urbana para integrar e gerir a informação da cidade. A empresa já desenvolveu mais de 120 projetos deste âmbito em todo o mundo, o que resultou numa melhor qualidade de vida de milhões de pessoas e uma gestão mais eficiente dos recursos.

Soluções para adequar os serviços ao estado de alerta

Uma utilização a curto prazo, através da análise da vulnerabilidade e adequação dos serviços à população. Uma ferramenta que permite avaliar o grau de risco das cidades contra a COVID-19 para pôr em prática ações mitigadoras e/ou corretivas de acordo com as prioridades, adequada em função da vulnerabilidade da população que é objeto de estudo, permitindo priorizar os serviços de recolha de resíduos e limpeza das ruas, distribuir de forma inteligente as forças de segurança, entre outros. Tudo isto através (entre outros desenvolvimentos) da análise de fontes de dados padronizados (censos e cadastro) para obter insights demográficos das diferentes áreas de estudo ou a clusterização de zonas urbanas, em função do nível de exposição e vulnerabilidade, segmentos de população, cobertura do serviços básicos e risco de incumprimento do estado de alerta.
Uma utilização a médio e longo prazo, graças à melhoria dos procedimentos de alerta precoce, através de mecanismos de inteligência artificial que permitem a deteção precoce e a evolução de surtos com antecedência suficiente, a garantia de bens e serviços básicos, mediante a simulação do impacto que terão as diferentes medidas de contenção no desempenho e atividades das cidades, nas suas indústrias e negócios, assim como o fornecimento de bens de primeira necessidade.

Soluções de coordenação sanitária

Através de um sistema de suporte à tomada de decisão em tempo real para uma gestão avançada, coordenada e integrada dos recursos humanos e materiais, o que permite otimizar e melhorar a qualidade dos serviços prestados e ter acesso a dados como a previsão de entradas e altas hospitalares e análises globais da disponibilidade de recursos materiais.

Soluções para um modelo de colaboração público-privada digital

Centradas na criação de um portal nacional de dados abertos que permitam o carregamento dos diferentes sets de dados acerca do impacto do coronavírus para a criação de um ecossistema de agentes, que possam explorar a informação com o objetivo de obter conclusões relevantes, novos modelos analíticos, aplicações de valor acrescentado, etc.
Para aliviar os efeitos negativos da COVID-19 na população e economia prima-se por estabelecer uma plataforma para fazer a relação e coordenação entre vários intervenientes para implementar projetos sociais. 

Soluções para a reativação da economia e de emprego

A curto prazo, centradas em plataformas colaborativas com conteúdos turísticos digitais, que suponham uma melhoria da competitividade e eficiência dos destinos e potenciem ofertas e notificações adequadas ao perfil de utilizador. 
A médio e a longo prazo, procurando um modelo de crescimento inteligente e inclusivo, através de plataformas que permitam a melhoria dos serviços e proteção dos grupos mais desfavorecidos que sofram consequências económicas derivadas da crise da COVID-19, através de motores de recomendação de oferta e emprego, acesso a financiamento e ajudas e/ou subsídios específicos, etc.

Tags
Notícias relacionadas

RECOMENDADO PELOS LEITORES

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.