ENERGIAS
Schneider Electric lança serviço de consultoria em descarbonização

Schneider Electric lança serviço de consultoria em descarbonização

Schneider Electric impulsiona a Ação Climática Corporativa com novo Serviço de Descarbonização para a Cadeia de Abastecimento Global para ajudar as empresas a reduzir emissões de Alcance 3 através de uma combinação única de medição, estratégia e implementação de soluções

A Schneider Electric lança um novo serviço de descarbonização da cadeia de abastecimento global, desenhado para ajudar as organizações a fazer face ao elevado volume de emissões das suas cadeias de valor. O anúncio vem no seguimento do recente objetivo definido da empresa no sentido de aumentar os seus próprios esforços de descarbonização da cadeia de abastecimento, comprometendo-se a reduzir em 50% as emissões de carbono das operações dos seus 1.000 principais fornecedores até 2025.

Para muitas empresas, a maior parte da pegada de carbono está nas cadeias de abastecimento e de valor. Com base nos dados de 2020 de mais de 8000 empresas, a CDP reporta que as emissões da cadeia de abastecimento são, em média, 11 vezes mais elevadas do que as emissões das operações. Estes volumes podem ser ainda maiores em segmentos como o retalho e os serviços.

Este lançamento da Schneider Electric, que se enquadra no âmbito dos seus novos serviços de consultoria sobre alterações climáticas, ajuda as organizações através de uma combinação única de elementos: o compromisso dos fornecedores, medição, estratégia e implementação através da eficiência, da aquisição de energia renovável e da compensação de carbono. Este serviço baseia-se em soluções de cadeia de abastecimento já desenvolvidas e bem sucedidas para clientes como a Walmart, a Maple Leaf Foods e a Takeda Pharmaceuticals.

Em janeiro, a Schneider Electric foi reconhecida pela Corporate Knights como uma das empresas mais sustentáveis do mundo, graças ao seu compromisso de mais de 15 anos com práticas sustentáveis e com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU. Para além do compromisso específico da empresa para reduzir as emissões da sua própria cadeia de abastecimento até 2025, a Schneider Electric também assume o compromisso de assegurar o trabalho digno em 100% dos seus fornecedores estratégicos, e que a sua cadeia de abastecimento será de emissões zero até 2050.

“A ação climática corporativa está no seu auge, impulsionada em grande parte pela crescente pressão dos investidores no sentido da transparência e da divulgação dos riscos de responsabilidade ambiental, social e corporativa (ESG)”, afirmou Steve Wilhite, SVP da Schneider Electric. “Para a maioria das empresas, a fronteira que se segue às operações é a cadeia de abastecimento. A boa notícia é que, ao envolver os fornecedores nos esforços de descarbonização, as empresas podem não apenas responder a essas pressões, como também identificar poupanças, desenvolver inovações e aumentar o valor das suas relações com os fornecedores.”

“Na Schneider Electric não estamos apenas comprometidos com descarbonizar a nossa cadeia de valor, queremos converter-nos em parceiros digitais de sustentabilidade e eficiência. Ajudar outras empresas, independentemente da sua dimensão, setor e localização, a avançar na sua viagem em direção à descarbonização”, comentou Joaquim Daura, Active Energy Management Director da divisão de Energy & Sustainability Services da Schneider Electric. “Ao fim e ao cabo, se sabemos algo é que alcançar os objetivos globais de sustentabilidade é impensável sem contar com os esforços de todos.”

Tags
Notícias relacionadas

RECOMENDADO PELOS LEITORES

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.