ENERGIAS
Schneider lança quadros elétricos sustentáveis

Schneider lança quadros elétricos sustentáveis

A Schneider Electric apresenta a sua nova gama de quadros elétricos MT sem SF6, SM AirSeT, que oferece uma solução mais sustentável, eficiente, segura e digital para um mundo mais elétrico e descarbonizado

Schneider Electric apresenta a sua nova gama de quadros elétricos de média tensão sem SF6, SM AirSeT. Trata-se de uma inovadora tecnologia que utiliza o ar puro como isolante e a tecnologia de interrupção de Corte em Vácuo, oferecendo um grau de sustentabilidade sem precedentes no setor, com uma melhoria substancial também da eficiência e da segurança.

O SM AirSeT representa um importante passo em frente em termos de sustentabilidade, uma vez que elimina a necessidade de utilizar o SF6, um potente gás de efeito de estufa – 23.500 vezes mais poluente do que o CO2 – sujeito a rigorosas regulamentações para evitar o seu impacto no meio ambiente. O ar é sustentável por natureza, está livre de questões legislativas e não tem custos de reciclagem no final da sua vida útil, o que facilita o cumprimento dos objetivos de descarbonização das empresas.

Para além disto, trata-se de uma solução mais eficiente, já que conta com um novo mecanismo de funcionamento de alto desempenho, o CompoDrive, que multiplica em 10 vezes a resistência mecânica dos mecanismos convencionais e oferece novos acessórios opcionais de motorização plug-and-play e pré-cablados, assim facilitando a atualização e a instalação, bem como reduzindo drasticamente o tempo de implementação e montagem. A nova gama conserva a mesma operação, dimensões e ligações da sua antecessora, a gama SM6, para tornar esta transição o mais fácil possível.

A nova gama da Schneider Electric também melhora a segurança dos operadores graças às suas potentes funções de controlo local, que permitem aos utilizadores operá-la a partir de um dispositivo inteligente sem interagir fisicamente com o equipamento.

Finalmente, as suas capacidades digitais permitem levar a manutenção ao nível seguinte, gerindo os ativos de forma eficiente para otimizar as operações de manutenção e aumentar a continuidade do serviço. A tecnologia de deteção sem fios, como os sensores térmicos e ambientais, proporciona aos operadores dados em tempo real sobre o estado dos ativos, para que possam programar a manutenção no momento perfeito. Os operadores podem ainda aceder facilmente à informação do ciclo de vida dos ativos através de um código QR que reúne toda a documentação relevante e também permite carregar novos dados.

Todas estas capacidades digitais resultam numa maior otimização da vida útil do equipamento, para além de uma redução dos riscos e dos custos derivados do tempo de inatividade.

 

Uma tecnologia inovadora de eficiência comprovada e com multiplicas aplicações

O hexafluoreto de enxofre (SF6) é o gás com o efeito de estufa mais potente – 23.500 vezes superior ao CO2 – e está presente na maior parte da base instalada de equipamentos de média tensão. É muitíssimo importante encontrar alternativas a este gás, uma vez que, se for libertado acidentalmente na atmosfera, o seu efeito é muito nocivo. Conscientes da necessidade de alterar esta situação, cada vez mais empresas estão a pôr em prática iniciativas com vista a minimizar o seu impacto no meio ambiente e a adotar tecnologias inovadoras como os quadros elétricos de média tensão sem SF6. À medida que a eletrificação do nosso mundo avança, aumenta a necessidade de que setores tão eletrointensivos como o dos Data Centers, dos edifícios, o setor sanitário ou a indústria dos transportes adotem este tipo de tecnologias.

Durante a apresentação, os oradores partilharam alguns casos de êxito da Schneider Electric, como o que se levou a cabo na cidade de Norrköping para a E.ON, o maior operador de distribuição elétrica da Suécia. Ao substituir os seus quadros elétricos de média tensão com SF6 pelos novos quadros SM AirSeT, a empresa poupou 2,4 kg deste gás nas suas subestações de média tensão, o equivalente a 56,4 toneladas de CO2. Este projeto foi recentemente reconhecido com um prémio enerTIC na categoria “Smart Grid”. Para além disso, a gama SM AirSeT foi reconhecida pela União Europeia através do programa LIFE e venceu também um iF Design Award 2020 e um Energy Efficiency Award 2020, este último na categoria de Economia Energética.

 

Um mundo mais elétrico e descarbonizado

A apresentação da gama SM AirSeT contou com a participação de Martina Tomé, Vice President, Power Systems Division, Schneider Electric Iberia; João Damas, Responsável Atividade Primária + Secundária, Schneider Electric Portugal; e Lucas Icandri, SF6 Free Global Launch Leader, que analisaram os grandes desafios que a nossa sociedade enfrenta atualmente – as alterações climáticas, a pandemia de COVID-19 e a recessão económica – e como a descarbonização da eletricidade irá ajudar a enfrentá-los.

A utilização que fazemos da energia causa até 80% das emissões de gases de efeito de estufa (GEE) uma vez que atualmente continuamos a gerar muita energia a partir da combustão de combustíveis fósseis.

“É necessário realizarmos uma mudança estrutural nos sistemas energéticos para conseguirmos esta descarbonização massiva que nos permitirá enfrentar o desafio da sustentabilidade do planeta. A Transição Energética será o impulsionador desta mudança. Devemos evoluir para um modelo de energia baseado em energia elétrica 100% renovável, mudando a forma como geramos e consumimos essa energia”, assegurou Martina Tomé, Vice President, Power Systems, Schneider Electric Iberia.

Tags
Notícias relacionadas

RECOMENDADO PELOS LEITORES

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.