INOVA
Indra sobe 30% no Dow Jones Sustainability Index

Indra sobe 30% no Dow Jones Sustainability Index

A Indra conseguiu uma subida de 19 pontos (perto de 30%), no índice de referência mundial em sustentabilidade Dow Jones Sustainability Index, tendo melhorado a sua pontuação em todos os fatores de maior relevância

A Indra conseguiu uma subida de 19 pontos (perto de 30%), naquele que é o índice de referência mundial em sustentabilidade o Dow Jones Sustainability Index (DJSI) World. A empresa melhorou a sua valorização em todos os critérios considerados como os mais relevantes pelos investidores. O DJSI seleciona 10% das empresas cotadas mais sustentáveis, entre as 2.500 maiores empresas do mundo.

Apesar da crescente concorrência e exigência de requisitos, a Indra mantém-se neste ranking há 15 anos consecutivos e nesta edição está posicionada como líder entre as empresas do setor tecnológico de Software e Serviços, a apenas um ponto de se tornar líder.

Estes resultados consolidam a Indra como uma das empresas líderes em sustentabilidade à escala mundial e representam um reconhecimento de primeiro nível, também por parte da comunidade investidora que toma as suas decisões tendo em conta estes critérios de sustentabilidade. O reconhecimento destaca o esforço que a empresa tem realizado nos últimos anos para colocar a sustentabilidade no centro da sua estratégia, contribuir para dar resposta através da tecnologia aos desafios de desenvolvimento sustentável da Agenda 2030, facilitar a transição para uma economia baixa em carbono e potenciar um impacto positivo nas pessoas e no planeta.

 

Um ambicioso Plano Diretor de Sustentabilidade

A Indra concebeu um novo Plano Diretor de Sustentabilidade para o período 2020-2023 cujo principal objetivo é reforçar o seu modelo de governação responsável, melhorar a sua tecnologia com impacto no desenvolvimento sustentável e contribuir ativamente para combater as alterações climáticas e proteger o ambiente. Visa igualmente reforçar a sua relação com diferentes stakeholders, tais como profissionais, investidores, clientes, parceiros, fornecedores ou a sociedade em geral, aumentando a criação de valor a longo prazo para todos e promovendo um diálogo fluido e transparente.

Este Plano Diretor de Sustentabilidade estabelece 28 iniciativas específicas englobadas em sete pilares, com KPIs e indicadores detalhados para medir o ponto de partida e a evolução. Os pilares são: Boa Governação, Ética e Transparência; Planeta e Alterações Climáticas; Pessoas e Talento; Sociedade e Compromisso com a Comunidade; Oferta Tecnológica com Impacto; Relação com Stakeholders e Transformação Cultural

 

Microsoft reconhece contribuição da Minsait para a sustentabilidade ambiental

O compromisso da empresa com a sustentabilidade também foi reconhecido recentemente com a Microsoft a selecionar a Onesait Sustainability, a plataforma de gestão inteligente de resíduos da Minsait, uma empresa da Indra, para fazer parte da sua campanha #BuildFor2030, que pretende destacar soluções de parceiros que apoiam os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (SDAs) da ONU. A contribuição da Minsait para o ODS 13: Ação Climática e o seu compromisso com a sustentabilidade reflete-se também no desenvolvimento de outras tecnologias que facilitam a integração de energias renováveis ou a redução do impacto dos hidrocarbonetos.

A Onesait Sustainability proporciona informação agregada e modelos analíticos avançados (a nível operacional e socioeconómico) para servir a estratégia da economia circular, permitindo compreender padrões de comportamento do cidadão e ter uma visão completa e inteligente do território.

Esta plataforma é o cérebro do SmartWaste, o projeto de gestão inteligente de resíduos que a Ecoembes (uma ONG espanhola focada na reciclagem e conceção ecológica de embalagens) está a desenvolver com a Minsait para melhorar e otimizar o sistema de recolha e seleção de ecopontos em Espanha.

As suas capacidades de IoT, Big Data e Analítica Avançada permitem a recolha de dados em tempo real e obter informações valiosas graças à integração de várias fontes, como sensores e sistemas GPS instalados nos camiões de recolha e a tecnologia implementada na estação de triagem onde os resíduos são recebidos e classificados.

Outro ponto importante é a estimativa das densidades de cada resíduo, uma vez que demonstra se os cidadãos estão a depositar as embalagens no contentor correto, e a desenvolver campanhas de sensibilização adaptadas. "Esta é uma plataforma que não só melhora os processos de recolha e seleção, mas também contribui para melhorar a qualidade de vida dos cidadãos e incentivar a sua participação na reciclagem", salienta a Minsait.

Tags
Notícias relacionadas

RECOMENDADO PELOS LEITORES

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.