IoT & REDES
Relatório da Ericsson abala mitos sobre o 5G

Relatório da Ericsson abala mitos sobre o 5G

O relatório ConsumerLab “Potencial do consumidor 5G” desconstruiu quatro mitos comuns sobre a indústria do 5G junto dos consumidores

A Ericsson ConsumerLab identificou os quatro mitos mais comuns sobre as expectativas dos consumidores relativamente ao 5G. São eles: "1) O 5G não proporciona vantagens a curto prazo aos consumidores; 2) Não existem verdadeiros casos de utilização para o 5G, nem existe um acréscimo de preço sobre o 5G; 3) Os smartphones serão a solução milagrosa para o 5G: a única solução mágica para prestar serviços de quinta geração e 4) Os padrões de utilização atuais podem ser utilizados para prever a procura de 5G futura".

Concluiu-se que os consumidores observaram vantagens do 5G a curto prazo, e anseiam que a tecnologia venha a contribuir para “aliviar o congestionamento da rede urbana”, oferecendo também mais opções de banda larga doméstica. Além disto, os utilizadores de smartphones admitem estar dispostos a pagar entre 20 e 32% mais por serviços 5G. Em relação ao mito 4), conclui-se que os padrões de utilização atuais mudariam radicalmente com um consumo possível de mais de 200GB por mês em smartphones até 2025, bem como um aumento considerável no consumo de vídeo, em formato tradicional e em formatos imersivos de Realidade Aumentada e Realidade Virtual.

Jasmeet Singh Sethi, Responsável pelo ConsumerLab afirma que “respondemos a questões como a possibilidade de as funcionalidades do 5G virem a necessitar de novos tipos de dispositivos ou de os smartphones virem a ser a única solução para o 5G. Os consumidores afirmam claramente que pensam ser improvável que os smartphones sejam a única solução para o 5G".

Contudo, ainda há algumas barreiras que bloqueiam as expectativas dos consumidores, que esperam que o 5G venha a proporcionar segurança e velocidade consistentes e querem conhecer casos práticos e modelos de pagamento.

O estudo foi feito em 35 mil entrevistas a utilizadores de smartphones de 22 países com idades entre os 15 e os 69 anos.

Tags
Notícias relacionadas

RECOMENDADO PELOS LEITORES

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.