MOB
Beja, Bragança e Castelo Branco recebem postos de carregamento de veículos elétricos

Beja, Bragança e Castelo Branco recebem postos de carregamento de veículos elétricos

A Iberdrola venceu a adjudicação de três postos de carregamento duplos de 22 kW em Montalegre e de três postos de carregamento ultra-rápidos de 150 kW em Beja, Bragança e Castelo Branco

A Iberdrola venceu a adjudicação de três postos de carregamento duplos de 22 kW em Montalegre e de três postos de carregamento ultra-rápidos de 150 kW em Beja, Bragança e Castelo Branco. As ligações de ambas adjudicações estão integradas na MOBI.E., rede portuguesa de carregamento de veículos elétricos em espaços públicos.

Em Montalegre, os postos de carregamento instalados são propriedade do município e a Iberdrola será o seu operador durante três anos. Trata-se de postos de carregamento duplos com 2x Mennekes 22 kW.

Em Beja, Bragança e Castelo Branco a operação consiste no fornecimento, instalação e operação de três postos de carregamento ultra-rápidos de 150 kW, dos primeiros a serem instalados no nosso país. Os postos de carregamento serão propriedade da MOBI.E, mas operados pela Iberdrola. O fornecimento e instalação estarão concluídos até 31 de Outubro de 2021. A operação decorrerá até 31 de dezembro de 2031. São postos de carregamento que estão na “crista da onda”, tecnologicamente os mais avançados do mercado, e que permitem o carregamento integral da bateria (0 a 80%) de um veículo 100% elétrico em cerca de 20 minutos, dependendo do veículo.

A Iberdrola acredita na recuperação económica verde, por isso aproveita este momento para capacitar o país das estruturas e recursos necessários à transição energética no período pós-pandemia.

Pedro Torres, responsável pela Smart Mobility Iberdrola Portugal, considera que “estas adjudicações refletem o empenho da Iberdrola com a mobilidade elétrica no nosso país.  Começar por municípios do interior é para nós importante, pois demonstra que a transição energética deve estar ao alcance de todos, servindo todas as populações. Independentemente das circunstâncias, temos um compromisso inabalável com empresas e famílias portuguesas e, como tal, não paramos de trabalhar. A Iberdrola é pioneira mundial em transição energética e uma das líderes em mobilidade elétrica e queremos que esta nossa experiência esteja também ao serviço dos portugueses”.

Na linha da frente há mais de 20 anos

Nos primeiros nove meses do ano de 2020, a atividade da Iberdrola no mundo avançou em termos de sustentabilidade. As suas emissões de CO2 foram reduzidas em 10% em relação a setembro de 2019, até 98 Gco2/Kwh. Da mesma forma, o número de colaboradores incorporados no quadro de colaboradores durante o ano atingiu quase 3.000. A empresa recebeu vários prémios por diversidade e inclusão durante o período, com prémios como o The Planet Mark no Reino Unido.  A Iberdrola também ocupa a quinta posição no ranking global das empresas mais sustentáveis do mundo, de acordo com a primeira edição do ranking elaborado pelo jornal americano “The Wall Street Journal” e em conjunto com o reconhecimento “Just” da Forbes pelo seu compromisso com o meio ambiente e as comunidades que atende nos Estados Unidos.

O processo de descarbonizaçãoo e transição energética fazem parte da identidade corporativa da Iberdrola há mais de 20 anos. A preservação do meio ambiente, em simultâneo com o desenvolvimento económico e social, são os alicerces da sua atuação. De referir que os investimentos, que permitiram à empresa antecipar a transição energética desde então, ultrapassaram os 100.000 milhões de euros.

A Iberdrola é líder mundial na produção eólica e está na vanguarda das demais energias renováveis, posicionando-se entre os maiores produtores de energia no mundo.

O seu crescimento sustentado e com uma visão de longo-prazo permitiu-lhe ser uma das empresas líderes do mundo no século XXI.

Um sector energético mais verde trará ganhos efectivos em termos de riqueza e emprego. Representará igualmente um salto apreciável na protecção dos recursos e do meio ambiente. E, não menos importante, apoiará de forma significativa a balança comercial do país e da Europa, reduzindo a dependência face ao exterior.

Tags
Notícias relacionadas

RECOMENDADO PELOS LEITORES

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.