MOB
Soluções tecnológicas da Indra melhoram competitividade dos portos marítimos por todo o mundo

Branded Content

Soluções tecnológicas da Indra melhoram competitividade dos portos marítimos por todo o mundo

Solução VTS da Indra acelera a identificação antecipada de navios, reforçando a segurança e a eficiência da gestão portuária, e a proteção ambiental da costa

A globalização gerou uma forte competição entre países, que procuram ser o principal ponto de chegada e partida de mercadorias nas grandes rotas comerciais do mundo. O inevitável aumento do tráfego marítimo representa um enorme desafio para a gestão da segurança marítima e da eficiência das infraestruturas portuárias. As principais autoridades portuárias do mundo têm respondido a esse desafio com o investimento nas tecnologias mais avançadas de controlo de zonas costeiras, rios navegáveis e lagos para assegurar uma vantagem competitiva na otimização do tráfego de embarcações e na eficiência da gestão do ecossistema de utilizadores dos portos.

É nesse contexto, que autoridades portuárias têm implementado sistemas VTS (Vessel Traffic Service), que apresentam um cenário operacional de tráfego integrado em tempo real, preparado para dar resposta às necessidades dos operadores e permitindo uma maior segurança de navegação, um planeamento mais eficiente e uma maior proteção ambiental da costa.

A Indra dispõe de uma ampla carteira de soluções de tecnologia e consultoria, com uma sólida posição como fornecedor e parceiro tecnológico de sistemas portuários. Mais de 70 portos em todo o mundo são geridos com tecnologia da Indra. O conceito de “janela única” ou de “Port Community System” (PCS) está em países como Portugal, Espanha, Chile, Marrocos, Angola, Cabo Verde e Chipre.

O sistema VTS da Indra integra a suite de produtos iMARE, um serviço vertical que disponibiliza soluções, desde a gestão das águas dos portos à logística das cargas e descargas de veículos de mercadorias. Fornece ao operador portuário uma visão clara e concisa do cenário marítimo, em tempo real. O sistema reúne e funde dados provenientes de radares e integra-os com informação fornecida pelo sistema de posicionamento automático de navios (AIS), pelo sistema digital de chamadas de socorro (DSC) e pelas estações meteorológicas e da maré.

Com a suite iMARE da Indra proporcionam-se ainda soluções que se envolvem com a gestão automatizada dos processos associados à pesagem, importação, exportação, transbordo, mercadorias perigosas, que estão divididos em vários segmentos, envolvendo agentes públicos e privados em operações de gestão dos portos.

A oferta da empresa inclui ainda sistemas VTMS, que ajudam no controlo do tráfego marítimo a partir da integração de diferentes sensores (Radares, AIS – Sistema de Identificação Automático, câmaras, comunicações, etc.), dos navios na amarração e na ancoragem das embarcações em áreas de responsabilidade das autoridades marítimas. 

No que toca aos sistemas FAMS, trata-se de soluções desenvolvidas para controlar o acesso e movimentação interna de cargas, além de ajudar na segurança do recinto e facilitar a otimização de processos de operação terrestre, como o carregamento de veículos pesados de mercadorias.

Com o sistema PMIS (Sistema de informações de gestão de projetos), a Indra providencia ferramentas que ajudam a autoridade portuária e outros agentes de gestão marítima a gerir as escalas, autorização e despacho de partidas, atribuição e monitorização da prestação de serviços do navio, como a pilotagem, o reboque, amarração e ancoragem.

 

Casos de sucesso na América Latina e Europa

O Porto de Vitória, no estado de Espírito Santo no Brasil, implementou a tecnologia da Indra, uma solução pioneira na América Latina. O VTMIS neste porto permitiu obter informações da posição geográfica e rastreio das embarcações, apesar de condições meteorológicas adversas para a navegação, criando um ganho de eficiência e aumento de segurança. Desde que foi implementado este VTS, em 2017, mais de quatro mil embarcações passaram por este porto.

No Chile a modernização da plataforma tecnológica do porto de Valparaíso ajudou a reduzir em 70% o tempo de espera dos pesados de mercadorias que dali se deslocam e economizou 53 milhões de euros. Este sistema permitiu à EPV (Puerto de Valparaíso) liderar a transformação digital portuária no Chile.

No caso do porto de Southampton, um dos mais movimentados do Reino Unido, o sistema VTS iMARE da Indra proporciona aos operadores um cenário marítimo integrado baseado em cartas náuticas digitais e padronizadas. A solução dispõe de ferramentas que permitem maior segurança na gestão do tráfego marítimo e a melhoria e automatização de tarefas repetitivas, tais como a tarifação e faturação das entradas comerciais.

A Indra também implementou tecnologia na Polónia que administra todo o tráfego nas águas polacas do Mar Báltico e a foz do rio Oder, englobando a gestão dos 12 maiores portos do país. A Indra é um dos principais fornecedores tecnológicos na ampliação do Canal do Panamá. E lançou sistemas que vigiam mais de cinco mil quilómetros de costa em Portugal, Espanha, Letónia, Roménia e Hong Kong.

Tags
Notícias relacionadas

RECOMENDADO PELOS LEITORES

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.