MOB
Veículos elétricos podem reduzir emissões de CO2 em 3,9 milhões de toneladas por dia

Veículos elétricos podem reduzir emissões de CO2 em 3,9 milhões de toneladas por dia

A Eaton estima que, em 2040, um terço dos veículos em circulação serão elétricos. A confirmar-se, o mundo irá assistir a uma redução de 3,9 milhões de tonledas de emissões de CO2 por dia

A Eaton partilhou o que se espera do setor dos transportes, anunciando que o mesmo deverá passar por uma transformação fundamental, com a adoção generalizada de veículos elétricos, sejam privados ou públicos, já no decorrer da próxima década.

Curiosamente, diz a marca, se todas as pessoas mudassem ao mesmo tempo (por exemplo, quando chegassem a casa ao final do dia) para veículos elétricos, isso colocaria a rede de energia sob uma pressão extrema, com pouca capacidade de resposta, originando a rutura. Por isso, a Eaton defende a importância elevada dos líderes do setor entenderem como usar os EV de maneira mais eficiente e económica.

A tecnologia dos veículos elétricos com funcionalidade V2G (Vehicle-to-Grid) é uma boa opção de futuro na medida que permite que os proprietários deste tipo de veículos, sempre que os tenham estacionados possam carregar as suas baterias na rede elétrica quando a eletricidade limpa estiver disponível, por exemplo, durante o dia em que um alto nível de energia solar está disponível ou às vezes durante a noite. Este uso tem benefícios adicionais entre os quais, da energia ser reduzida em horários de pico, o que reduz também os custos e as emissões de carbono, maximizando sim o uso de recursos renováveis.

De acordo com a Eaton, estima-se que um terço dos veículos em circulação até 2040 sejam elétricos, e poderiam potencialmente reduzir as emissões de CO2 em 3,9 milhões de toneladas por dia.

Por outro lado, estes carregadores possibilitam o fluxo bidirecional de energia, ou seja, para além do carregamento normal do veículo permitem também, se assim desejado, descarregar a energia armazenada na bateria, acrescentando valor ao veículo enquanto está estacionado. E essa energia poderá ser usada em vários cenários como, por exemplo, no apoio à rede do edifício onde está localizado, nas horas de pico de consumo ou mesmo na estabilização de parâmetros do sistema elétrico nacional.

Tags
Notícias relacionadas

RECOMENDADO PELOS LEITORES

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.