INOVA
A "Era da Experiência": Samsung apresenta estratégia de inovação

A "Era da Experiência": Samsung apresenta estratégia de inovação

Na sua conferência de abertura do CES 2020, a Samsung Electronics anunciou a "Era da Experiência" – uma década de inovação centrada no ser humano, através da sinergia entre hardware e software para melhorar a qualidade de vida, segurança, saúde e sustentabilidade

A Era da Experiência, refere H.S. Kim, Presidente e CEO da Samsung Consumer Electronics, no seu descurso de abertura do CES 202o, irá transformar a forma como cuidamos de nós e das nossas famílias, ao habilitar as casas para responder às necessidades individuais dos habitantes e construir cidades inteligentes mais seguras e sustentáveis.

Ao mostrar os seus mais recentes avanços em robótica inteligente, Inteligência Artificial, 5G e edge computing, a Samsung deu a conhecer um futuro não tão distante em que estas tecnologias estarão unidas para oferecer experiências mais ricas e adaptáveis aos consumidores.

"Na Era da Experiência vamos precisar de repensar o espaço que temos disponível para acomodar o nosso estilo de vida diversificado e em constante evolução", disse H.S. Kim. “O que torna a abordagem da Samsung única é o facto de termos uma filosofia muito bem definida que tem por base a inovação centrada no ser humano. Construímos e criamos soluções para resolver problemas e melhorar a vida das pessoas"

 

O próximo nível dos Cuidados Pessoais

Na base da inovação da Samsung centrada no ser humano estão os cuidados personalizados, a melhoria da saúde e o bem-estar dos consumidores, que conseguem dar resposta às suas necessidades individuais. Durante a sessão inaugural, H.S. Kim apresentou a visão dos robots da Samsung como "companheiros para a vida" e apresentou o Ballie, um pequeno robot móvel que entende, apoia e reage às necessidades do proprietário para ajudar ativamente em casa.

Sebastian Seung, Vice-presidente Executivo e Responsável de Pesquisa Científica na Samsung Electronics, desenvolveu o Ballie e explicou como é que os seus recursos de Inteligência Artificial permitem que este robot seja um verdadeiro personal trainer e uma interface móvel que procura soluções para as necessidades de mudança das pessoas. E faz tudo isto mantendo rigorosos padrões de proteção de dados e privacidade.

"Acreditamos que a IA é o futuro dos cuidados personalizados", afirmou Seung. “A introdução da IA no equipamento funciona como uma central para a criação de experiências verdadeiramente personalizadas. Através da IA no dispositivo o utilizador controla as suas informações e protege a sua privacidade, além de obter o poder da personalização”.

A Samsung apresenta também soluções de saúde personalizadas. Por exemplo, em colaboração com a Kaiser Permanente, a empresa desenvolveu uma solução virtual de reabilitação cardíaca em casa que combina um smartwatch Samsung com um smartphone via Bluetooth. A aplicação HeartWise da Samsung envia notificações para o paciente se exercitar, recolhe dados das atividades e exibe continuamente a frequência cardíaca do paciente durante os exercícios. Todos estes dados são automaticamente enviados, via smartphone, para a ficha do paciente, para que clínicos, médicos e fisioterapeutas possam acompanhar o progresso do paciente e agirem de acordo com os resultados obtidos.

O programa permite que os utilizadores usufruam de um plano de reabilitação cardíaca em casa, sem perder tempo do seu dia-a-dia em viagens para o hospital ou para clínicas médicas. Os resultados positivos do programa de reabilitação cardíaca em casa foram publicados no New England Journal of Medicine (NEJM) Catalyst no ano passado. No futuro, a Samsung continuará a desenvolver soluções de assistência médica centradas no ser humano que respondem às necessidades exclusivas das pessoas.

 

Uma casa à medida

A Samsung apresentou um vislumbre daquilo que será a casa do futuro. Federico Casalegno, Responsável do Innovation Officer da Samsung Design Innovation Center, afirma que o lar irá oferecer experiências únicas, imersivas e inovadoras como a IA, sensores e analítica: “Tal como um organismo vivo, a casa inteligente irá proporcionar um espaço pessoal, projetado para experiências personalizadas para cada indivíduo, tendo sempre em consideração os gostos pessoais.”

Casalegno realça também o facto de as fronteiras entre o físico e o digital serem cada vez mais ténues, transformando espaços de convívio em espaços projetados para experiências, como uma galeria, um estúdio de ioga ou outros espaços. De acordo com Casalegno, a dissolução entre estes dois domínios (digital e físico) é o que irá transformar as nossas casas nas próximas décadas.

Federico Casalegno liderou a primeira demonstração de imersão recorrendo à tecnologia Samsung GEMS (Gait Enhancing & Motivating System). Através desta demonstração foi possível perceber o modo como os consumidores poderão utilizar os óculos de realidade aumentada para treinar com um personal trainer virtual, escalar uma montanha ou até mesmo caminhar debaixo de água no conforto das suas salas de estar, enquanto a tecnologia GEMS compilava e analisava os resultados, podendo fornecer recomendações de ações personalizadas.

A Samsung também demonstrou de que forma podemos transformar uma divisão da casa com os ecrãs MicroLED, através de uma convergência de software, IA, IoT e hardware. “Um ecrã não é apenas um produto - é uma janela para o mundo que permite ao consumidor conectar-se instantaneamente com os seus amigos, como se os mesmos estivessem na mesma divisão” afirma Casalegno, enfatizando que as divisões da casa inteligente providenciarão experiências sem limites. “As pessoas poderão ver e experienciar qualquer coisa no mundo através de um ecrã.”

A Samsung discutiu também a evolução da culinária moderna, na qual os equipamentos se tornaram nos parceiros ideais para qualquer cozinha – assumindo um papel multifacetado de chef de cozinha, nutricionista e assistente de compras. A tecnologia inteligente e inovadora pode personalizar toda a experiência gastronómica dos consumidores - desde sugestões criteriosas de receitas passando pelo planeamento de refeições de acordo com as preferências pessoais até às compras de supermercado e confeção. A Samsung destacou como exemplos a sua horta doméstica e a Bot Chef, uma assistente robótica de preparação de alimentos.

 

Vida Urbana mais Segura e Sustentável nas Smart Cities

Com o foco no aumento da urbanização global, a Samsung delineou a sua visão para as smart cities, nas quais os sistemas inteligentes, possíveis graças aos equipamentos inteligentes, plataformas e dados, tornarão a vida citadina muito mais segura e simples. Emily Becher, Vice-presidente Sénior e Head of Samsung NEXT Global, sublinha que "temos as ferramentas e o conhecimento para criar sistemas inteligentes que tornam a vida na cidade mais interativa, segura e eficiente - para que os nossos filhos, e os seus filhos, mais tarde, possam gostar tanto de viver nas suas cidades, como tantos de nós o fazemos hoje". 

Emily Becher acrescentou ainda que “as Smart Cities que utilizam Inteligência Artificial, IoT e 5G vão transformar a forma como interagimos com o ambiente que nos rodeia, de formas que conseguirão maximizar a conveniência e o bem-estar".

Com a expansão do alcance da tecnologia IoT da casa para todos os tipos de edifícios, a visão central da Samsung está focada na eficiência energética, diminuição das emissões e no apoio para alcançar a sustentabilidade, mediante o crescimento populacional.

Os smart buildings vão também tornar a vida mais conectada e conveniente. Por exemplo, os residentes destes edifícios inteligentes terão a possibilidade de chamar elevadores, desligar as luzes, gerir entregas ou analisar lugares de estacionamento, apenas com um simples swipe ou comando de voz. Eletrodomésticos inteligentes que sejam instalados nos edifícios inteligentes vão solicitar arranjos e resolver os problemas, mesmo antes dos residentes perceberem que algo se passa.

Ao concretizar o objetivo de criar uma smart city com edifícios inteligentes, a Samsung deu ênfase à importância da colaboração aberta. Neste momento, esforços estão a ser desenvolvidos para a construção de parcerias com engenheiros e promotores imobiliários como a Greystar Real Estate Partners, uma consultora imobiliária global, sediada nos EUA, com a qual serão desenvolvidas soluções para edifícios inteligentes.

"Com os edifícios inteligentes, a experiência dos residentes tornar-se-á mais inteligente, mais eficiente e mais eficaz, para que possam utilizar menos energia”, disse Bob Faith, Chairman e CEO da Greystar. “A Samsung tem as ferramentas para conciliar todas as tecnologias e essa convergência num local é absolutamente crucial”.

A Samsung demonstrou ainda como é que a combinação de 5G, edge computing e IA transformarão a experiência do transporte urbano. Becher partilhou a visão da Samsung com vista a liderar a nova era dos veículos, com a tecnologia 5G a permitir comunicações Vehicle-to-Everything, que conseguirão conectar, de forma simples os carros a toda a cidade.

Becher acrescentou ainda que as smart cities, quando combinadas com 5G, serão capazes de oferecer experiências às comunidades que, há uns anos, seriam inimagináveis. Frisou o facto de que “as conexões digitais entre todos, mais rápidas e fáceis, vão fortalecer o nosso sentido de comunidade e criar novas formas de interação”.

 

Criar um mundo melhor para todos

Na conclusão do seu discurso no CES 2020, H.S.Kim referiu que a Samsung está focada na utilização de tecnologia para criar um melhor lugar para todos. Para isso destacou três áreas fundamentais para a empresa: Segurança e Privacidade, Tecnologia para o Bem, e Cidadania.

Kim garantiu que o compromisso da Samsung para com a segurança e privacidade de dados continuarão a ser prioridades, acompanhando sempre a evolução tecnológica. Salientou ainda que o mais importante é fazer com que as pessoas controlem a sua própria informação. “A Samsung nunca irá partilhar a informação dos utilizadores com outras pessoas ou entidades, sem um consentimento prévio por parte de quem detém a informação original”.

Realçou ainda que a Samsung Knox, a plataforma de segurança da Samsung, irá continuar a crescer, de forma a proteger uma maior quantidade de equipamentos Samsung – desde smartphones, TVs e eletrodomésticos. “Vamos assegurar uma gestão de dados transparente e vamos reforçar a proteção de dados com IA, tecnologia de última geração e Blockchain”.

A Samsung também aproveitou para demonstrar o que tem vindo a desenvolver com a inovação para o bem, com tecnologias como o Relumino, que pretende ajudar os invisuais, a IGNIS, uma ferramenta que ajuda os bombeiros a fazerem o seu trabalho de forma mais segura, e o GEMS, que ajuda os idosos e incapacitados fisicamente, a movimentarem-se melhor.

A marca revelou ainda um pilar chave da sua visão para Responsabilidade Corporativa “Together for Tomorrow! Enabling People”, ao anunciar a expansão do programa Samsung Innovation Campus, em 2020.

Potenciando o sucesso dos vários programas educativos da última década, e reforçando a importância da tecnologia, o Samsung Innovation Campus permite aos estudantes usufruírem de uma formação com base em IA, IoT e Cloud. Este Campus já formou mais de 20.000 estudantes, de 13 países, desde o seu lançamento em 2019, e pretende duplicar esse número em 2020.

Tags
Notícias relacionadas

RECOMENDADO PELOS LEITORES

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.